...

...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Sobre o aumento nos salários dos deputados gaúchos 19 / 12 / 2014

Aprovado o aumento de 26% nos salários dos deputadas estaduais do RS. Isso faz com que o vencimento dessas nulidades passe de R$ 20.000,00 para R$ 25.000,00 Mais de 23 milhões nos cofres do estado.
Isso é lastimável !!! 
E o salário mínimo ??!! Hó?!!!
Que vergonha!

Exato!Isso é uma vergonha porém...

Os políticos são seres humanos normais e eles não vivem para agradar os outros.Ninguem 

vive para agradar os outros.
O fato dos políticos não ligarem para o povo já é um problema cultural do Brasil até por que o povo sempre reelege quase os mesmos.A maioria das pessoas não está nem aí para agradar as outras e isso já vem da cultura do povo Brasileiro.Quantas vezes muitos de vocês devem ter ouvido no colégio algumas professoras dizendo para nós (alunos) assim..."É cada um por sí e Deus por todos!" .Ainda vai demorar muitas gerações para que esse conceito deixe de ser tradicional no Brasil.É claro que existem pessoas boas e toda régra tem sua exceção.Devemos lembrar que os políticos já foram pessoas do povo e muitas vezes quando são eleitas para um cargo público acabam por preferir se importar em aumentar o próprio salário.Os 20 mil reais já é um salário altíssimo e deveria ter uma lei prevendo um limite para esses aumentos até por que 20 mil é mais que o suficiente para qualquer político viver uma vida de luxo e comodidades.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras éticas para o Comentador

Artigo 1 - A Coluna Trevosa não é um Colunismo Partidário e nem se limitará à politica

Artigo 2 - Se ela apoiar causas específicas não implicará em ter preferência por esse ou por aquele partido.

Artigo 3 - A coluna Trevosa não vai censurar ninguem e nem Moderar Comentários chamando para sí apenas a reserva de excluír somente aquilo que ofender atacando a pessoa do editor ou a a pessoa da fonte noticiosa de forma deliberada e intencional nos termos dessa lei.


Artigo 4- Se houver ofensas as mesmas serão substituidas por "asteríscos" (***) sendo publicado o restante sem reserva nenhuma.

Paragrafo Único:Somente será considerada ofensa se não houver bases para tal argumentação e inseridas em um aspecto que é incoerente ao que está sendo tratado.