...

...

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

A Novela:A Verdade sobre um Jovem Blogueiro.Capitulo 01 09 / 10 / 2013

Em solidariedade à liberdade de expressão e em respeito a verdade,mas principalmente da moralidade acima de tudo o direito de repassar a postagem pública de caráter informativo jornalistico que segue embora sob o aspecto de coluna.

Blogueiro santiaguense condenado por calúnia a Ivo Patias apresentou recurso intempestivo

O blogueiro santiaguense Rafael Nemitz foi condenado em ação de indenização de autoria do ex-prefeito de Jaguari e candidato a prefeito no último pleito de 2012, Ivo Patias.
A ação indenizatória se deu em função de o blogueiro, durante o pleito do ano passado ter insistido em caluniar e desrespeitar o candidato Patias, afirmando com veemência e por mais de uma vez que o então candidato era ficha suja, o que foi "desmentido" pela própria justiça em setembro do ano passado quando liberou a candidatura de Ivo, provando assim que ele é FICHA LIMPA.
O blogueiro foi condenado na ação indenizatória a pagar o valor de R$4.000,00 (quatro mil reais) ao ex-prefeito Ivo Patias.
O blogueiro condenado entrou com recurso, porém a justiça não o aceitou em função da intempestividade, ou seja, recurso fora do prazo.
Assim, fica valendo a decisão de primeiro grau e o mesmo deverá pagar o valor da indenização.
Atua na defesa do ex-prefeito o advogado Isaque dos Santos Dutra e na defesa do blogueiro, Ribeiro Filho.

Extraída do Blog "Pampa Grande do Sul" (clique aqui para ver o link)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras éticas para o Comentador

Artigo 1 - A Coluna Trevosa não é um Colunismo Partidário e nem se limitará à politica

Artigo 2 - Se ela apoiar causas específicas não implicará em ter preferência por esse ou por aquele partido.

Artigo 3 - A coluna Trevosa não vai censurar ninguem e nem Moderar Comentários chamando para sí apenas a reserva de excluír somente aquilo que ofender atacando a pessoa do editor ou a a pessoa da fonte noticiosa de forma deliberada e intencional nos termos dessa lei.


Artigo 4- Se houver ofensas as mesmas serão substituidas por "asteríscos" (***) sendo publicado o restante sem reserva nenhuma.

Paragrafo Único:Somente será considerada ofensa se não houver bases para tal argumentação e inseridas em um aspecto que é incoerente ao que está sendo tratado.