...

...

sábado, 21 de setembro de 2013

A descentralização de recursos para o funcionamento,melhoramento e extensão do poder da maquina pública 21/09/2013

               É revoltante que em pleno ano 2013 ainda existe gente disposta a barrar e suprimir os sonhos de uma sociedade livre,justa e bem ordenada.É pela ordem correta como nos livros de uma biblioteca que se tem toda a facilidade de acesso entre um governo e seu povo porém esse mesmo povo não tem chance de crescer de forma mais digna e tornar sua terra mais rica para prosperar a sí mesmo e ao próprio governo se não tiver as condições de uma aproximação entre ambos ao lado da sua humanidade necessária.A humanidade necessária e consciente para o convívio e perpetuação das boas relações se faz fiel aos ideais tangidos rumo à prosperidade mútua pelo senso de dever.Um povo não pode se unir em torno da miséria pela falta dos víveres necessários.É por esse motivo que o povo de Santiago bem como os outros ao seu redor também rogam por um olhar simpático do Estado Brasileiro e podemos chamar isso de descentralização de recursos.
              A descentralização não é uma luta de hoje mas uma luta travada durante décadas pelo povo contra a dominação e autoritarismo de quem deseja mante-lo para sempre bem longe daquilo que lhe é de direito.É direito do povo ter as condições constitucionais necessárias para ter uma vida digna tal como os objetivos de Franco Montoro na redemocratização para construir no futuro um Estado em perfeito funcionamento que não deve ser mínimo para não ser incoerente na sua qualidade de existência mas que também não deve ser máximo para não suprimir as potencialidades humanas por que seu dever  também será fazer delas um recipiente de criação ao invés de um domínio e controle arbitrário.Ao longo dos séculos muitos impérios caíram por que pensavam de uma forma tão mesquinha e ignorante.A supressão e autoritarismo são contrários a democracia e representa o fim da ordem democrática ao invés de seu auge.Tudo no universo gira em fluxos de círculos contínuos e firmes devem ser os pilares de sustentação dos Estados Nacionais.Existem entraves para descentralização e um deles  ocorre pelo não entendimento de que o que será descentralizado é unica e somente os tributos e deliberações.No meio disso tudo existem gestores  que querem descentralizar apenas para diminuir problemas gerenciais e diminuir seus encargos além de não querer investir já que só desejam descentralizar a atuação mas não os recursos.Existem gestores que não querem descentralizar com medo de perder o poder de mando,de domínio,poder de clientismo e poder de status social.Esse tipo tranca a descentralização por que não quer um Estado funcionando  pois gosta de tratar os seus subordinados e nosso povo como clientes e nada mais pois gosta de barganhar e do "jogo do poder".Com o processo de Pseudo-Federalização orquestrado cerca de vários anos antes da redemocratização os encargos foram multiplicados mas os recursos continuam até hoje centralizados e isso não permite o encurtamento da distancia entre povo e Estado.As Federações são a sustentação da  nossa Nação e não devem ter seu pleno desenvolvimento restringido em hipótese alguma já que quanto mais firmes forem as bases de uma coluna mais intransponíveis serão as suas muralhas.O receio da descentralização também ocorre pelo medo da fiscalização com  o controle público mais próximo principalmente das contas públicas.Os prestadores de serviços pseudo-filantrópicos (aparência filantrópica mas são lucrativos) temem que fraudes sejam descobertas.Os defensores da corrupção,ou seja,aqueles que lucram com o mau funcionamento da maquina pública sempre serão contra a descentralização.O sistema de saúde pública é um dos serviços que mais sofre em virtude dessa falta de senso de dever.A Segurança,Transporte,Educação e etc...também sofre muitos entraves.É claro que um sistema fragilizado e insuficiente na opção e na qualidade empurrará a clientela para os braços dos mercadores da miséria alheia que hoje no poder continuarão impunes.A troca de favores interessa para todos eles.Um governo do povo e para o povo não é aquele que aposta no fracasso das nossas instituições nem no fracasso da iniciativa privada pois o motivo desses  governantes é fortalecer seus cartéis corporativos dos quais obtém inúmeros benefícios e favores.Também interessa a esse tipo de governante fortalecer seu poder de domínio e controle sobre os cidadãos para que na amargura das esperanças do nosso povo os mesmos governantes possam  agir  tentando resolver com medidas paliativas e projetos pilotos todos os problemas que parecem sem solução.A descentralização dos recursos públicos não é a solução total mas é um importante inicio dela.

por Neryzinho Fortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Regras éticas para o Comentador

Artigo 1 - A Coluna Trevosa não é um Colunismo Partidário e nem se limitará à politica

Artigo 2 - Se ela apoiar causas específicas não implicará em ter preferência por esse ou por aquele partido.

Artigo 3 - A coluna Trevosa não vai censurar ninguem e nem Moderar Comentários chamando para sí apenas a reserva de excluír somente aquilo que ofender atacando a pessoa do editor ou a a pessoa da fonte noticiosa de forma deliberada e intencional nos termos dessa lei.


Artigo 4- Se houver ofensas as mesmas serão substituidas por "asteríscos" (***) sendo publicado o restante sem reserva nenhuma.

Paragrafo Único:Somente será considerada ofensa se não houver bases para tal argumentação e inseridas em um aspecto que é incoerente ao que está sendo tratado.